Parceria CGU e MEC amplia ensino de ética e cidadania nas escolas públicas brasileiras

Programa “Um Por Todos, Todos Por Um! Pela Ética e Cidadania”, Foto: CGU

Iniciativa conta com apoio do Instituto Mauricio de Sousa e Turma da Mônica para difundir temas entre alunos do Ensino Fundamental


O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério da Educação (MEC) lançaram, quarta-feira (28), em Brasília (DF), parceria para expandir as ações de Educação Cidadã nas escolas públicas brasileiras. O objetivo é difundir entre os alunos do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) temas ética e cidadania de forma contínua e com material didático de qualidade. A solenidade contou com as presenças dos ministros da Transparência, Wagner Rosário, e da Educação, Mendonça Filho, além do desenhista Mauricio de Sousa.

A parceria prevê a elaboração de novos conteúdos físicos e digitais para ampliar o programa “Um Por Todos, Todos Por Um! Pela Ética e Cidadania”, com o alinhamento à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e investimento de recursos da ordem de R$ 2,4 milhões. A iniciativa, criada pela CGU em 2008, conta com o apoio do Instituto Mauricio de Sousa e dos personagens da Turma da Mônica, para disseminar valores relacionados à democracia, participação social, responsabilidade cidadã e respeito à diversidade aos estudantes com idade entre 6 e 14 anos.

Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, a linguagem da Turma da Mônica é acessível e atrativa para as crianças aprenderem, em sala de aula, a diferenciar o certo e errado em termos éticos. “A partir dessa base, da educação, se constrói o comportamento de respeitar o próximo, respeitar as diferenças, praticar o exercício de cidadania plena, não só diante da vigilância do Estado, mas também na ausência deste”, destacou.

Mauricio de Sousa se emocionou ao afirmar que a parceria junta forças para uma educação cidadã e um Brasil melhor. “Esse projeto maravilhoso tem tudo para mudar vidas futuras e fazer a criançada levar a sério os objetivos e mensagens. Estou muito emocionado, pois poderei fazer uma coisa que não consegui nos últimos 50 anos: colocar a escola nos quadrinhos da Turma da Mônica. Logicamente os personagens são alfabetizados, mas eu não sabia que escola escolher, a metodologia. Agora eu e meus roteiristas vamos aprender a construir essas histórias”.

Fonte: CGU

Whatsapp Redação: (92)99191- 9814

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portaldocareiro/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009