Tirar foto da urna no momento da votação é crime com pena de até dois anos de detenção

Foto: Reprodução Internet

Muitos eleitores que já foram às urnas hoje (27) usaram os smartphones para tirar selfies no momento da votação e postaram as fotos nas redes sociais, prática proibida pela legislação eleitoral. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quem desrespeitar a norma do sigilo do voto está sujeito a pena de até dois anos de detenção.

Muitos postaram, em seus perfis nas redes sociais, imagens das urnas eletrônicas que mostravam os números que digitaram, as fotos dos candidatos e a tecla verde de Confirma. Selfies mostrando a conclusão da votação, com a urna e a palavra Fim ao fundo, também foram feitos pelos internautas.

De acordo com o TSE, os mesários e o presidente da mesa devem orientar o eleitor a deixar os equipamentos eletrônicos antes de se dirigirem à cabine.

Atualizado em 27.08

Twitter: @PortaldoCareiro
Redação: (92)99191- 9814