Enfermeira Liliane “Eu faço denuncia com meu nome e ainda mando por em negrito e maiúsculo para saberem que foi eu”

Careiro-AM – Acusada sem provas de fazer denuncias anônimas sobre os problemas da saúde no município a enfermeira Liliane Oliveira, faz um desabafo nas redes sociais na qual ela diz “Eu faço denuncia com meu nome e ainda mando por em negrito e maiúsculo para saberem que foi eu”. Reproduzimos a baixo o desabafo nas redes sociais da enfermeira Lily como e conhecida no município.

“Eu faço denuncia com meu nome e ainda mando por em negrito e maiúsculo para saberem que foi eu,vou mostrar como faz, basta esperar,segundo sempre lutei pelo direito dos trabalhadores, há e esse não abro mão, queremos sim nosso reajuste salarial, queremos nosso FGTS, plano de cargo e salários é uma luta mais longa, mais com certeza quando trocarmos essa direção,lutaremos para conseguir,não lutamos contra uma pessoas,nem contra o gestor atual ,lutamos por uma categoria os trabalhadores da saúde e isso já vem de anos exatamente 9 anos,se vai ser resolvido nesta gestão ótimo se não a próxima ouvira a mesma queixa, ate um dia sermos ouvidos, e digo mais áudios servem de prova para processo ,por calunia e difamação e esses eu guardei bem guardado. Pare de fazer teatro o povo não fica com pena não fazem é rir. É assim que faço denuncia mostro a cara e em grandes veículos de comunicação.”
Acrítica 2015
Profissionais da saúde concursados denunciam atraso salarial no Careiro Castanho
Além de não receberem o salário de dezembro, o médico, os enfermeiros e os técnicos de enfermagem do Programa da Saúde da Família (PSF) denunciam a falta de condições de trabalho e abusos de autoridades do município

14/01/2015 às 10:32
A enfermeira Liliane Oliveira denuncia o uso de materiais vencidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) no Careiro Castanho. “Somos obrigados a trabalhar com material vencido. Nós dizemos que não vamos seguir com os procedimentos se não houver material adequado ou podemos comprometer o resultado dos exames, o problema é que os nossos superiores fazem os outros (os populares) acreditarem que nos negamos por sermos preguiçosos, o que não é verdade”.

Jornal acrítica 2016
Com salários atrasados, servidores do Careiro Castanho ameaçam cruzar os braços
A informação foi confirmada pela enfermeira Liliane Oliveira e delegada do SindSaúde . Sem problema solucionado, os moradores de comunidades mais distantes são os que mais sofrem com ausência de atendimento
03/12/2016 às 10:19 – Atualizado em 03/12/2016 às 10:24

Enquanto o problema não é solucionado, os moradores das comunidades mais distantes são os que mais sofrem com a ausência de atendimento médico. Na comunidade do Puru-Puru, não tem médicos e enfermeiros. Na comunidade do Araçá, a 50 quilômetros da sede do município, a UBS está em reforma há sete meses e a ambulância foi recolhida por falta de combustível. Outro problema é a falta de remédios. “Há seis meses que não chega nenhum tipo de medicação”, denunciou a enfermeira Liliane Oliveira.

Reprodução Rede Social
Whatsapp Redação: (92)99191- 9814

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portaldocareiro/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009