Polícia Civil prende Teo Villar irmão do ex-prefeito do Careiro

O ex-prefeito do município, Hamilton Alves Villar (PMDB), foi preso na noite de segunda-feira (17) em um processo que investiga uma organização criminosa formada por ex-secretários municipais e empresários que atuavam com fraudes em licitações e desvios de dinheiro da prefeitura.

Hoje (18) em menos de 24 h outro integrante da família Villar foi preso no desenrolar da “Operação Apagar das Luzes”, desta vez foi preso Altevir Alves Villar mais conhecido no município do Careiro como Teo Villar. Segundo o delegado Daniel Antony do 34 DIP – Careiro, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, sendo sete deles em Careiro e um em Manaus. “Na casa do ex-prefeito foram apreendidos diversos documentos da prefeitura referentes aos anos de 2014 e 2015. Esses documentos serão agora analisados pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual”, declarou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, as atividades são continuação da operação “Apagar das Luzes”, deflagrada no dia 19 de janeiro de 2017, pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), por meio da Promotoria de Justiça do Careiro Castanho e pela Polícia Civil.

A ação conjunta desarticulou uma organização criminosa formada por ex-secretários municipais e empresários que atuavam com fraudes em licitações e desvios de dinheiro da prefeitura. “Prendemos ele no Centro de Careiro Castanho. Estamos realizando as atividades com a continuação da operação Apagar das Luzes”, disse o delegado Daniel Antony.

Teo Villar foi secretário de finanças da Prefeitura Municipal do Careiro na administração irmão Hamilton Villar. Teo Villar foi encaminhado para delegacia da cidade, onde ficará a disposição da Justiça.

De acordo com o titular da Promotoria de Justiça de Careiro Castanho, João Guimarães, a prisão do ex-prefeito não quer dizer que a operação acabou. “Outras fases virão, porque o esquema de corrupção é muito grande, toda vez que aprofundamos a investigação descobrimos novos esquemas de corrupção. Ainda estamos em busca de provas, com mandados de busca e apreensão sendo cumpridos”, disse.

Siga o Portal do Careiro nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/portaldocareiro/
Twitter: @PortaldoCareiro