SEDUC lança terceira edição da Olimpíada Amazonense de Matemática, premiando projetos de professores

Inscrições iniciam nesta quinta-feira (24) e seguem até o dia 15 de junho

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC/AM) lançou, na manhã desta quinta-feira (24), a terceira edição da Olimpíada Amazonense de Matemática (OAM). A abertura da competição educativa aconteceu durante o III Encontro de Professores de Matemática (EPMAT), ambos organizados pela Secretaria de Educação.

A abertura da olimpíada e o encontro com professores que ministram a disciplina de Matemática aconteceram no auditório do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta (Cepan), na sede da SEDUC, no bairro Japiim 2, Zona Sul de Manaus. O evento foi transmitido via Centro de Mídias de Educação (Cemeam) a todos os educadores e alunos das escolas localizadas no interior do Estado.

O evento foi marcado pela presença da diretora do Departamento de Programas e Políticas Educacionais da SEDUC, Lafranckia Saraiva, que na ocasião representou o secretário de Educação, Lourenço Braga; o professor da Universidade Federal do Amazonas e um dos coordenadores da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), Nilomar Oliveira; além de demais representantes das coordenadorias distritais e regionais de educação, da Secretaria Executiva Adjunta Pedagógica, e professores de Matemática das escolas estaduais.

Olimpíada – Com o tema “Promovendo a inclusão social através da difusão do conhecimento matemático”, as inscrições para a III Olimpíada Amazonense de Matemática terão início nesta quinta-feira (24) e seguirão até o dia 15 de junho.

As inscrições poderão ser feitas no site da SEDUC: www.educacao.am.gov.br. Ao acessar o banner da Olimpíada, o professor terá acesso a uma ficha de inscrição, que deverá ser preenchida com os dados pessoais dos alunos e entregue nas coordenadorias distritais, em Manaus e nas coordenadorias regionais, em cada município do interior do Estado.

Segundo a coordenação da Olimpíada na SEDUC, as fichas de inscrição também serão enviadas para os e-mails de cada coordenadoria.

Fases – A competição será organizada em três fases. A primeira fase acontecerá no dia 22 de junho. A segunda será realizada no dia 3 de agosto e a terceira e última fase está prevista para ocorrer no dia 31 de agosto. A premiação acontecerá em novembro.

Poderão participar da olimpíada estudantes matriculados no 4º e 5º anos (nível 1); 6º e 7º anos (nível 2); 8º e 9º anos (nível 3); e no ensino médio (nível 4).

De acordo com o gerente de Ensino Fundamental Anos Finais da SEDUC, Eriberto Façanha, a intenção é que mais de 250 mil alunos participem da competição em todo o Estado.

“Nós tivemos na primeira edição 210 mil alunos, com a participação de 50 municípios. Já na segunda edição tivemos a participação de 240 mil alunos, com a participação de todos os municípios. E agora, na terceira edição, pretendemos aumentar o número de participantes na Olimpíada, ultrapassando os 250 mil alunos inscritos em todo o Estado do Amazonas”, disse.

Encontro – A abertura da olimpíada aconteceu durante a realização do III Encontro de Professores de Matemática, que contou com a participação de mais de 150 professores que ministram a disciplina de Matemática nas escolas da rede estadual.

A programação foi marcada pela palestra “O ensino da Matemática no Amazonas: desafios e perspectivas”, ministrada pelo assessor técnico da Gerência de Ensino Fundamental Anos Finais da SEDUC, professor José Alcântara.

Segundo Alcântara, ser professor é uma tarefa difícil, principalmente devido ao fato de que a sociedade ainda espera muito desse profissional.

“Ser professor de Matemática hoje, não só no Amazonas, mas no Brasil, é um desafio muito grande. Ao mesmo tempo que a sociedade quer o professor como um catalizador, para transformar a sociedade em que vive, ele é também apontado como um contraponto diante da sociedade, aquela pessoa que deve fazer o aluno refletir, pensar, inclusive questionar a própria sociedade em que ele está”, disse Alcântara.

Professores homenageados – A programação do evento contou ainda com uma homenagem a professores da capital e do interior que desenvolvem projetos de destaque para difundir o ensino da Matemática nas escolas da rede pública estadual.

Um dos homenageados foi o professor Jorge Alencar, que leciona a disciplina para alunos do ensino fundamental e médio na escola estadual Ruy Araújo. Para ele, trabalhar com metodologias diferenciadas facilitam o aprendizado dos estudantes.

“A gente trabalha comparando a teoria com a prática, então oferecemos ao aluno a oportunidade de vivenciar a prática daquilo que ele estuda em sala. Um dos projetos que temos desenvolvido na escola é a Mostra de Bioexatas, onde a gente trabalha Biologia, Matemática, Química e Física integrado, propiciando ao aluno a oportunidade de mostrar, através de experimentos práticos o real ensino no cotidiano, de que maneira ele vai poder aplicar aquilo no seu dia-dia”, afirmou o professor.

Quem também foi homenageada durante o evento foi a professora de Matemática da escola estadual Rosina Ferreira, Helena Dias. Há 22 anos ministrando a disciplina, a educadora trabalha com o uso da tabuada para preparar os alunos para o estudo dos conteúdos mais avançados da Matemática.

“Quando chega no dia da tabuada, da sabatina, eles já dizem – professora, hoje é na quadra ou na sala? Acho que surte muito efeito”, disse Dias, acrescentando que a Olimpíada de Matemática faz toda a diferença no aprendizado dos alunos.

Fonte: SEDUC/AM

Whatsapp Redação: (92)99191- 9814

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portaldocareiro/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009