Todos os dias querem nos matar, afirmam pessoas vivendo com HIV, no AM

Todos os dias querem nos matar, afirmam pessoas vivendo com HIV, no AM

“Todos os dias querem nos matar: não queremos prioridade e sim direitos”. Foi assim que Evalcilene Santos iniciou sua fala na cerimônia de abertura do I Seminário da Rede Nacional de Pessoas vivendo com HIV do Amazonas (RNP+AM). O evento ocorreu durante todo o dia hoje (29), na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

A ausência da Coordenação Estadual do programa de prevenção a IST/HIV/AIDS foi notada pelos presentes. Apesar de os representantes terem sido convidados, não compareceram sob alegação de o Estado ter decretado ponto facultativo.

Evalcilene ressaltou ainda a falta de remédios, de atendimento humanizado e o medicamento fracionado são lutas diárias enfrentadas por quem precisa dos remédios. Ela é presidente da Associação de Redução de Danos no Amazonas – de álcool e outras drogas; e Projeto de Prevenção de IST/HIV/DST e Tuberculose.

O deputado estadual Luiz Castro (Rede) salientou a fala de Evalcilene. “É um sentimento de desrespeito misturado e de empatia de alguns profissionais da saúde. Ninguém quer ser tratado como coitadinho, e sim como indivíduos, com suas particularidades e detentores de direitos”, assinalou o parlamentar.

Luiz Castro, que preside da Frente Parlamentar de Enfrentamento e Defesa das Pessoas vivendo com IST/HIV/AIDS e Tuberculose (Frendhat), lembrou ainda que os ‘bandidos que lucraram na Operação Maus Caminhos deixaram um rastro terrível na sociedade amazonense’.

“Nas visitas técnicas que fizemos a hospitais, ouvimos relatos de profissionais há cinco meses sem receber. Ora, como atender bem, se o servidor está com fome? E não é fácil estar à frente dessas questões, na Assembleia Legislativa (Aleam), porque estamos quase sozinhos nessa luta”, rememorou o parlamentar.

A coordenadora estadual da RNP+AM, Vanessa Campos, afirmou que a ignorância chega a ser mortal. “É fundamental entender todo o contexto: o Amazonas encabeça os índices de diagnósticos de HIV, no Brasil. O seminário é importante para falarmos sobre prevenção combinada e o olhar da Psicologia para os PVHAs”, ao falar das políticas públicas para pessoas vivendo com HIV/AIDS.

Gabinete deputado estadual Luiz Castro

Whatsapp Redação: (92)99191- 9814

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portaldocareiro/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009