As 30 Delegacias de Polícia Civil de Manaus devem ser revitalizadas, a partir do ano que vem, por detentos do sistema prisional do estado. A informação foi dada pelo secretário de Administração Penitenciária, coronel Vinícius Almeida, durante entrevista ao programa “Segurança em Foco”, da Rádio Encontro das Águas, na manhã deste sábado (28/11). A revitalização das unidades é prioridade do calendário do programa “Trabalhando a Liberdade”, disse.

O “Segurança em Foco” é veiculado aos sábados, das 8h às 10h, na Rádio Encontro das Águas 97,7 FM, e é produzido em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Durante a entrevista, o secretário de Administração Penitenciária destacou os avanços no trabalho de remição de pena realizado com os internos do sistema prisional amazonense. De acordo com o coronel Vinícius, os detentos estão sendo capacitados tecnicamente para romper laços com o crime e com facções criminosas, de forma que tenham condições de se reinserir na sociedade após o cumprimento das penas estabelecidas pelo Poder Judiciário.

“Iniciamos esse trabalho de capacitar os internos e dar oportunidade de conhecimento técnico e, em seguida, usar isso para beneficiar a própria sociedade, com obras dentro do sistema prisional, reduzindo bastante nosso custo; e também fora do sistema”, disse o titular da Seap.

Vinícius Almeida disse que, ainda neste ano, a expectativa é fechar uma ata de registro de preço para que o projeto de revitalização dos 30 Distritos Integrados de Polícia de Manaus sejam reformados. “Quero adiantar que, no ano que vem, essa é uma meta muito próxima de ser realizada, vamos utilizar essa mão de obra toda para reformar todas as delegacias da capital do estado. A nossa meta e desafio é reformar todos os DIPs em um ano”, pontuou.

O secretário destacou, ainda, as medidas de rigor no sistema, como a retirada de tomadas de dentro das celas, o que ajuda a impedir o contato dos presos com pessoas do lado de fora da cadeia.

“Essa ideia é compreender que o crime não pode ser retroalimentado, nós temos que quebrar essa cadeia histórica do crime. Primeiro, dando oportunidade àqueles que querem ter oportunidade para sair dessa vida. Segundo, mantendo um rígido controle de segurança dentro do sistema prisional”, afirmou o coronel.

Ainda nesse mês, a Seap disponibilizou a mão de obra de 12 internos para a realização de diversos serviços no Regimento de Policiamento Montado Coronel Bentes (RPMon). No local, os internos efetuaram a pintura e artes de três alojamentos do estabelecimento, entre outros serviços prestados.

Outras duas galerias da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na estrada do Puraquequara, ramal Bela Vista, estão passando por reforma, e 14 internos do programa estão participando dos serviços, que incluem obras de pintura, hidráulica e elétrica. A entrega do local está prevista para dezembro.

‘Trabalhando a Liberdade’ – Criado em 2019, o programa prevê o uso da mão de obra carcerária em reformas e manutenções dentro e fora das unidades prisionais. Em contrapartida, os reeducandos conseguem reduzir em um dia a sua pena a cada três dias trabalhados. Em 2020, são mais de 1,2 mil detentos inseridos no programa.

Os serviços realizados vão desde limpeza, pedreiro, elétrica, pintura, hidráulica, metalurgia, agrícola, roçagem, entre outros.

Entre as frentes de obras realizadas fora dos presídios, estão a revitalização do 1º DIP, delegacia da mulher, do idoso, roubos e furtos, manutenção da AM-070, Largo de São Sebastião, Vila Olímpica e batalhões da Polícia Militar do Amazonas.

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM): Tabajara Moreno (3652-2022, 99210-8956 e 99191-8322) e Jhemisson Marinho (98274-1234). E-mail: [email protected]com.

Contatos do Portal do Careiro
Whatsapp Redação: (92)99191- 9814