Sistema de Gerenciamento de Dados Partidários terá nova versão

Uma nova versão do Sistema de Gerenciamento de Dados Partidários (SGIP) entrará em funcionamento a partir do dia 19 de maio deste ano. A mudança possibilitará melhorias na interface e usabilidade do sistema, na tabela de cargos própria de cada partido, no mecanismo de cadastramento e bloqueio de senha de usuários para o gerenciamento da agremiação e na assinatura digital, além de eliminar papéis nos pedidos de anotação de órgãos partidários.

De acordo com o chefe da Seção de Gerenciamento de Dados Partidários (SEDAP) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Wilton Alves Freire, os partidos já foram notificados para apresentar a relação de cargos que integram a estrutura de cada um, indicando os que têm natureza executiva e, dentre estes, apontando o responsável administrativo (presidente ou equivalente) e o responsável financeiro (tesoureiro ou equivalente).

“As agremiações também terão que indicar um representante, usuário do SGIP, para comparecer ao encontro, que será realizado no próximo dia 11, às 14h, no TSE, para apresentar a nova versão do sistema e sanar dúvidas sobre o seu funcionamento”, informa José Wilton.

O SGIP, estabelecido pela Instrução Normativa nº 3/2008, realiza o gerenciamento das informações referentes a órgãos de direção partidários, de seus integrantes e delegados. Com a edição da Resolução-TSE nº 23.093/2009, o seu uso passou a ser obrigatório tanto para a Justiça Eleitoral quanto para os partidos.

O sistema foi desenvolvido e é mantido pela Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

Gestor Responsável: Assessoria de Comunicação

Siga o Portal do Careiro nas redes sociais:

Facebook: www.facebook.com/portaldocareiro/
Twitter: @PortaldoCareiro