Protestos terminam em atos de vandalismo no Rio

Manifestantes põem fogo em móveis durante protesto no Rio de Janeiro contra as reformas trabalhistas e da previdência do governo Michel Temer - 28/04/2017 (Ricardo Moraes/Reuters)

Rio de Janeiro – Pelo menos cinco ônibus foram incendiados no centro do Rio de Janeiro durantes as manifestações que ocorrem hoje na cidade.

Manifestantes se reuniam na Cinelândia, em frente a Câmara Municipal, quando houve um confronto de alguns integrantes do protesto com a polícia, que reagiu com gás de pimenta e bombas, gerando um corre-corre que dispersou a multidão. A confusão impediu o início do ato marcado para acontecer no palanque armado na praça, onde discursariam lideranças sindicais, políticas e estudantis em apoio à paralisação e contra as reformas.

Houve pânico e correria. Os mascarados reagiram com pedras e fogos de artifício. Lojas foram depredadas perto da Alerj, e objetos foram incendiados, formando barreiras.

Depois de cerca de 30 minutos de muita confusão, os manifestantes voltaram a se reunir na praça em frente ao palanque, onde as lideranças do protesto fizeram um chamamento para reagrupar o público no local e enfim dar início à manifestação no final da tarde.

ÔNIBUS – Um ônibus foi incendiado na Cinelândia, e os outros quatro na Lapa, região central da capital fluminense. Não há informações sobre feridos até o momento. A polícia tenta dispersar os manifestantes, muitos deles mascarados, com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo.

(Com Agência Brasil e Reuters)

Siga o Portal do Careiro nas redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/portaldocareiro/
Twitter: @PortaldoCareiro