Morre empresário dono da construtora OAS investigada na Lava Jato

Foto: Reprodução Internet

O maior acionista da Grupo OAS, Cesar Mata Pires, morreu nesta terça-feira, 22, em São Paulo. O empresário tinha 67 anos e foi vitimado por um enfarte fulminante. A OAS, segundo seu próprio site, foi fundada em 1976, na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura. A companhia é umas das empreiteiras envolvidas em esquemas de corrupção investigados pela Operação Lava Jato.

O Grupo OAS é um conglomerado brasileiro fundado em Salvador, Bahia em dezembro de 1976 com sede em São Paulo que atua em diversos países do mundo no ramo da engenharia civil.

Ela é formada pela Construtora OAS, que opera na construção civil e pesada, OAS Empreedimentos, que opera no segmento do mercado imobiliário e OAS Investimentos que é responsável por investimentos privados em infraestrutura e concessões de serviços públicos e privados. O Grupo presta serviços de Engenharia e Construção em 22 países na América do Sul, América Central, Caribe e no continente Africano.

Através da OAS Arenas, a empresa administra três estádios no Brasil: Arena do Grêmio, em Porto Alegre; Arena Fonte Nova, em Salvador; e Arena das Dunas, em Natal.

Sócio majoritário é César Mata Pires, que detém 80% da empresa. José Adelmário Pinheiro possui 10% e os 10% restantes estão distribuídos entre sócios minoritários.

Facebook: www.facebook.com/portaldocareiro/
Twitter: @PortaldoCareiro
Redação: (92)99191-9814