Eleição Sindicato do Jornalistas 2017 – Chapa “Recomeçar” é homologada como oposição e vê apoio da categoria crescer

jornalistas membros da chapa “Recomeçar-pelos direitos dos jornalistas”

Na tarde de sexta-feira (20), os jornalistas membros da chapa “Recomeçar-pelos direitos dos jornalistas”, compareceram na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas (SJPAM), para homologar a chapa Recomeçar, com o objetivo de disputar as eleições para administrar o sindicato para o triênio 2018/2020. A documentação foi entregue a Comissão Eleitoral e está agora, esperando os trâmites legais para, só então, começar pra valer a campanha rumo a presidência do sindicato.

Esta é a primeira vez que a categoria conta com uma chapa com representantes de todos os setores. Nela há jornalistas, repórteres fotográficos, diagramadores, cinegrafistas entre outros. Segundo Mota, “assim que for dado a ‘largada’ por parte da Comissão Eleitoral, vamos visitar todas as redações com o objetivo de divulgar nosso plano de trabalho, temos a plena convicção de que, se chegarmos lá, teremos um árduo e grandioso trabalho à frente do sindicato, para que os profissionais sintam-se realmente valorizados, isso será uma realidade”, afirmou categoricamente.

Para muitos profissionais, essa é a chance de o sindicato voltar aos velhos e bons tempos em que a categoria era valorizada. Muitos até, lembram com carinho do saudoso jornalista e professor Deocleciano Bentes de Souza (Deco), quando presidiu duas vezes o sindicato, uma no ano 2000 onde trabalhou arduamente para que os associados tivessem seus direitos garantidos.

Em entrevista ao Observatório da Imprensa, Deco disse que “em Manaus nós não temos empresas de jornal, rádio e televisão, o que temos aqui são extrativistas, que pensam que os jornalistas são seringueiros, para explorar o seu sangue. Eles confundem os jornalistas com objetos descartáveis, que quando não prestam mais podem jogar fora a qualquer hora…”. De lá pra cá, muitos outros presidentes passaram pelo SJPAM, porém, nunca com o mesmo olhar e determinação de Bentes, que faleceu em outubro de 2016.

Essa garra e vontade de trabalhar é visível no candidato da oposição, que em suas palavras, “sente-se honrado em poder ser a opção para uma categoria que há tempos sofre com sua desvalorização. “A esperança em Recomeçar é tão grande, que conseguimos reunir grandes nomes do jornalismo de diferentes funções. Precisamos dar um basta agora, no grupo da continuidade, que tomou pra si o nosso sindicato, e não fez absolutamente nada por nós”, finalizou Marcell Mota.

Matéria: O chefão da noticia

 

Twitter: @PortaldoCareiro
Whatsapp Redação: (92)99191- 9814