Confira o passo a passo para se inscrever no Enem 2017

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta segunda-feira (8)  e terminam às 23h59 do dia 19 de maio. A taxa do exame este ano é R$ 82 e deve ser paga até o dia 24. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro.

Para realizar a inscrição no processo, o candidato deve ter em mãos o número do seu CPF e seguir os passos abaixo:

1. Na internet – 1 – As inscrições serão feitas somente pelo site: www.enem.inep.gov.br/participante

2. Documentos – Na tela inicial, serão solicitados o número do CPF e a data de nascimento do participante. Após informar e confirmar esses dados, o candidato é direcionado para uma página onde deve preencher informações como o número da identidade, cor/raça e endereço.

3. Senha – Em seguida, o estudante também terá de criar uma senha de, no mínimo, seis e, no máximo, dez caracteres. Essa senha deve ser guardada, pois ela será necessária até o ano que vem para conferir o resultado do exame ou para participar de processos seletivos que utilizam as notas das provas, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

4. Atendimento especial – Na seção Recursos, o candidato informa se necessita de atendimento especializado ou específico para fazer a prova. O atendimento especializado é concedido àqueles que comprovarem, por informação do código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e inserção de laudo médico, condições de autismo, baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual/mental, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdocegueira e visão monocular.

5. Língua estrangeira – O próximo passo é selecionar se quer responder a perguntas de inglês ou de espanhol como língua estrangeira e escolher a cidade onde deseja realizar o exame.

6. Ensino Médio – Em seguida, serão solicitadas informações sobre a sua situação em relação à conclusão do ensino médio. São quatro opções: já concluí o ensino médio; estou cursando a última série/ano do ensino médio; estou cursando o ensino médio, mas não concluirei no ano letivo de 2017; e não estou cursando e não concluí o ensino médio.

O participante que for concluir o ensino médio neste ano terá de informar a unidade federativa, o município e nome da escola, ou o código da instituição.

7. Renda familiar – O próximo passo é responder a um questionário socioeconômico com questões sobre renda e grupo familiar.

8. Isenção da taxa – Por fim, o candidato poderá pedir isenção da taxa de inscrição ou imprimir o boleto. Pelas regras do edital, estão isentos da taxa de R$ 82 os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio neste ano, os participantes de baixa renda que integram o CadÚnico e os que se enquadram na Lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

Ao fim dessas etapas, será gerado o número da inscrição com o resumo das informações recebidas. O participante terá a opção de atualizar os dados de contato, mudar o município escolhido para a realização das provas e a opção de língua estrangeira e solicitar atendimento especializado ou específico até o dia 19.

Nome social – Os participantes transexuais e travestis devem fazer a inscrição com o nome civil. Só depois, entre 29 de maio e 4 de junho, poderão solicitar, pela Página do Participante, o uso do nome social.

Aplicativo – Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 poderão acompanhar o calendário do exame e receber informações das provas tanto pelo site do Enem quanto pelo aplicativo do exame.

Neste ano, o aplicativo, disponibilizado pela primeira vez no ano passado, terá uma seção de notícias e acesso liberado ao público geral, que permitirá que pais, professores e jornalistas acompanhem as áreas que não exigem login do participante. Outra novidade é a liberação dos espelhos de redação no app.

Atendimento Especial – Os candidatos que solicitarem algum atendimento especializado ou específico, além da isenção da taxa do exame, deverão estar atentos aos documentos comprobatórios.

Neste ano, serão exigidos laudos médicos, além de outras informações, como o Número de Identificação Social (NIS), que comprove que o participante integra o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Siga o Portal do Careiro nas redes sociais:

Facebook: www.facebook.com/portaldocareiro/
Twitter: @PortaldoCareiro