Após alcança mais de 100 mil pessoas na capital projeto “João e Maria”, vai para o interior do Amazonas

Fotos: Ariane Alcântara/SEDUC

 

Estudantes, professores, pais e comunidade foram beneficiados com o projeto.

Foi encerrado na manhã desta quinta-feira (17), as atividades do projeto “João e Maria”, cujo foco é o combate à violência de crianças, adolescentes, mulheres e idosos. O projeto foi lançado pelo Governo do Amazonas em março deste ano, alcançando mais de 100 mil pessoas na capital e seguirá também para os municípios do interior do Estado.

Coordenado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/AM), o projeto contou com a parceria da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC/AM); Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas); Secretaria Executiva de Polícia para Mulheres da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (SEPM/Sejusc); e realizada em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e com os conselhos estaduais dos Direitos do Idoso, da Mulher e da Criança e ao Adolescente.

A solenidade de encerramento foi marcada pela presença do vice-governador do Amazonas, Bosco Saraiva; da secretária Executiva Adjunta da Capital da SEDUC, Débora Moura; do delegado geral da Polícia Civil do Amazonas, Mariolino Brito; do coordenador do projeto, Guilherme Sette; além de representantes do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas; da Corregedoria Geral; e da Polícia Militar.

O vice-governador do Amazonas, Bosco Saraiva, afirmou que o projeto na capital foi um sucesso e que será estendido também ao interior do Estado.

“Atingiu mais de 100 mil pessoas diretamente. Foram dois meses de palestras, mais de 200 escolas na capital. Um sucesso absoluto aqui na capital. A busca por ajuda aumentou consideravelmente nas delegacias especializadas. Por aí vê-se que foi um projeto de muito sucesso e exatamente por isso ele seguirá, semana que vem, para os municípios do interior do Estado”, disse Saraiva.

A secretária Executiva Adjunta da Capital da SEDUC, Débora Moura, destacou a participação efetiva das escolas estaduais de Manaus no projeto.

“Conseguimos atingir todas as escolas da capital. Além dos alunos, atendemos também a comunidade escolar, a família e nesse primeiro momento, o que foi mais importante, foi a sinalização de alguns casos de violência, seja no âmbito psicológico, físico, sexual”, destacou.

Palestras – O foco das atividades desenvolvidas no projeto foi a realização de palestras semanais nas escolas da rede pública estadual em Manaus, voltada a estudantes, professores, pais e a comunidade em geral, acerca da violência sexual, doméstica, entre outras e as formas de combatê-las.

As palestras foram ministradas por policiais civis e militares, bombeiros, todas mulheres, nas 225 unidades de ensino da rede pública estadual, administradas pela SEDUC.

Whatsapp Redação: (92)99191- 9814