Amazonino vence a eleição e se torna quatro vezes governador do Estado

“O Negão chegou”. A frase entoada pelo governador eleito, Amazonino Mendes (PDT), virou um grito de guerra após a confirmação da vitória do líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”, na noite deste domingo (27). Amazonino venceu a eleição com 782.277 votos (59,23%), transformando-se no único político amazonense a ganhar quatro pleitos para o maior cargo do Estado.

Durante a coletiva de imprensa, realizada na sede do Comitê Central, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, Amazonino informou que vai criar a comissão de transição, na qual será comandada pelo ex-secretário de saúde Francisco Deoadato. Nesta segunda-feira (28), por volta das 18h, Amazonino será recebido pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB), em Brasília (DF).

“Vou nomear a comissão para fazer levantamento, corrigir os dados e as informações para que a gente possa adentrar o governo após a posse, já com base e conhecimento para governar. Depois, viajarei às 11h de amanhã (segunda), ao lado do senador Omar (Aziz) e do deputado federal Pauderney Avelino, onde seremos recebidos pelo presidente”, declarou.

Agradecimento – Amazonino Mendes agradeceu ao povo amazonense pela vitória e a dedicou ao falecido ex-governador Gilberto Mestrinho e a esposa Tarcila Prado de Negreiros Mendes, que morreu em 2015. “Gostaria de registrar a minha imensa gratidão ao povo amazonense, por essa distinção simplesmente pautada, pois como é de conhecimento geral, já governei o estado três vezes e o povo mais uma vez me confere esta honraria. Mas é do meu sentimento, com a permissão de todos, dedicar a vitória ao inesquecível Gilberto Mestrinho e a minha querida esposa falecida Tarcila”, declarou em tom emocionado.
O governador eleito reconheceu ainda o apoio decisivo do senador Omar Aziz (PSD) e do prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), durante a campanha eleitoral. “Quero registrar o meu profundo agradecimento e reconhecimento a um amigo, o senador Omar. O construtor da minha candidatura e principal articulador político. A nossa caminhada vitoriosa tem a marca do trabalho, da solidariedade, da parceria deste notável político, que vai além das fronteiras do Estado, o Arthur Virgílio, que tanto me ajudou nesta campanha. Agradeço a todos os parlamentares que se empenharam. Sem esse apoio, luta brava, o Amazonino não chegaria”, disse.
O líder enalteceu as qualidades do vice-governador eleito, deputado estadual Bosco Saraiva (PSDB) e o agradeceu pelo esforço dedicado durante todo o pleito. “É um jovem preparado, formado, absolutamente correto e que se transformou num gigante. Chegou o momento de tirar a capa da humildade e mostrar o seu valor Bosco Saraiva. Trabalharemos juntos com muito amor”.

Governo – Questionado se vai priorizar algum setor da máquina administrativa, Amazonino ressaltou que todas as secretarias serão priorizadas em sua gestão. “A nossa eleição tem muito a ver com os pais desempregados, as mães, aqueles 300 mil amazonenses que perderam o emprego. A minha luta no Palácio de Governo será primordialmente pela busca, pela reintegração do emprego dessas pessoas”, destacou o candidato, salientando que saúde, segurança, educação e finanças vão ser reestruturadas. “Tudo é prioridade. Obrigação do governo é dar atenção absoluta, o que for preciso ser feito”, finalizou.

Do rio Eiru para a história do Amazonas – Amazonino nasceu em um seringal, na margem do rio Eiru, em Eirunepé (a 1.160 quilômetros de Manaus), na Calha do Juruá. O governador eleito formou-se em direito na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), onde integrou os movimentos estudantis. Em 1983, foi nomeado prefeito de Manaus, pelo então governador Gilberto Mestrinho. Quatro anos depois, Amazonino comandou o Estado pela primeira vez. O criador da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) também passou pelo Congresso Nacional, entre 1991 e 1992, exercendo o cargo de Senador da República. Em 1994, o “Negão” voltou ao governo do Amazonas e comandou o Executivo até o ano de 2002.

Coordenação de Comunicação da coligação
‘Movimento pela reconstrução do Amazonas’

Twitter: @PortaldoCareiro
Redação: (92)99191- 9814